Dra. Suelen Rodrigues Stallbaum – Hematologista Londrina, Apucarana, Maringá e região

Você sabe o que é o exame de PET Scan?

Dentro da hematologia e da oncologia existe um exame que muitas vezes pode até tirar o sono dos pacientes. Hoje eu vou falar com vocês sobre o PET-Scan. Vem comigo para entender mais sobre ele?
 
O PET-Scan é um exame de imagem usado para diagnóstico e acompanhamento de tumores. Ou seja, se a gente desconfia que o paciente possa ter células neoplásicas (ou seja, células de câncer), podemos solicitar o exame. E se o paciente já está em tratamento, faz parte para muitos tipos de câncer, o acompanhamento também pelo exame de PET-Scan.
 
E você sabe como ele funciona e como ele mostra para gente se existem células cancerígenas, tumor, quantos e em qual tamanho?
 
Para começar o exame, o paciente deverá tomar, podendo ser via oral (em um líquido) ou direto na veia, o famoso contraste/marcador. Basicamente é uma solução de glicose com uma substância radioativa. E aí acontece a “mágica”.
 
Durante o exame, o PET vai mostrar se a solução radioativa está sendo mais absorvida do que o normal em alguma região e isso só acontece nas áreas em que há algum processo inflamatório intenso. Mas sabe o porquê disso? Porque como a solução é de glicose, as células diferenciadas (chamadas também de “malignas”) vão absorver muito essa glicose, que é fundamental para esse processo de diferenciação e multiplicação delas.
 
Assim, elas mesmas “se mostram” para a gente saber onde estão. Mas como processos inflamatórios também podem alterar o exame, precisamos ficar bastante atentos para entender se essa alteração do PET é realmente da doença ou de alguma complicação dela como uma infecção ou até mesmo pela quimioterapia.
 
Na hematologia, usamos para estadiamento e acompanhamento de linfomas e também de mieloma múltiplo. Assim, conseguimos visualizar em quantidade como a doença está no corpo. PET Scan NUNCA deve ser usado para diagnóstico de doenças, ok?
 
Muitas vezes o paciente fica nervoso por medo da doença estar avançando. Mas também é um presente quando vemos o tratamento desacelerando a multiplicação das células e até mesmo “limpando” o organismo.
 
Minha dica para quem vai fazer o exame é pensar no hoje: concentre-se em estar calmo durante o procedimento e espere até a consulta com sua hemato para conversar sobre o resultado, ok?
Agora eu quero saber: você já fez um PET-Scan? Já conhecia o exame?
Dra. Suelen Stallbaum⠀
Hematologista (RQE 21.929)⠀
📱Londrina ligue para (43) 3372-2500 no Centro de Oncologia⠀
(43) 3361-0111 Reumato Clínica
(43) 3027-2975 Clínica Cen

Apucarana (43) 3034-0789⠀
WhatsApp (43) 99187-9191