Dra. Suelen Rodrigues Stallbaum – Hematologista Londrina, Apucarana, Maringá e região

O que é a imunidade baixa?

“Minha imunidade está/é baixa”. Você já falou ou ouviu alguém falar isso? Eu já – e muito!

Mas o que realmente é a imunidade baixa? Ou melhor: o que é a imunidade?

Vamos começar lembrando que nosso sistema imunológico é a defesa do nosso organismo e ele é formado por diversos componentes, como leucócitos (de vários tipos como linfócitos, neutrófilos, eosinófilos, etc…), anticorpos, algumas enzimas com função de destruição de bactérias, sem falar em barreiras físicas como a própria pele, etc. 

O principal objetivo do sistema imune é defender nosso corpo contra os “invasores”, microorganismos, como os vírus, por exemplo. 

 

Mas, muitas vezes nossos soldadinhos ficam confusos ou desregulados e acabam não exercendo esse papel com perfeição. Quando o sistema imunológico não atua corretamente, podemos dizer que há uma imunodeficiência.

 

A imunodeficiência (deficiência na imunidade ou “imunidade baixa”) pode ser primária, ou seja, alguma condição que vem desde o nascimento por conta de um erro na formação do nosso sistema imune ou secundária quando acontece por alguma condição adquirida que afeta nosso sistema imune (já já explico quais são). A imunodeficiência debilita o paciente e deixa ele susceptível a infecções que podem variar de simples resfriados até infecções graves como no sangue

 

Então, o que é a imunodeficiência, ou imunidade baixa?

 

De forma resumida, a imunodeficiência é uma “bagunça” no sistema imunológico, que não reage como deveria aos agentes externos.

 

Quais são os sinais de que algo não vai bem com a imunidade?

 

-> Infecções repetidas (uso de antibióticos várias vezes no ano, por exemplo)

-> Problemas respiratórios contínuos

-> Diarréias crônicas

-> Doenças autoimunes (a gente falou sobre elas, lembra?)

-> Alergias severas

 

Então, uma gripe isolada ou um cansaço diário não são sinais de “imunidade baixa”, certo?

 

Pacientes em tratamento contra algum câncer com quimioterapia, por exemplo, têm maiores chances de apresentar imunodeficiência, porque o tratamento ataca diretamente as células de defesa do organismo. 

 

Algumas doenças autoimunes, além de ser um sinal de imunidade baixa, também podem desencadear processos infecciosos por atacarem as células de defesa e atrapalharem a produção de anticorpos.

 

Agora você pode estar se perguntando: então como saber se minha imunidade está baixa mesmo?

 

A melhor resposta é: indo ao médico!

Observe seu corpo e realize exames. Conseguimos identificar imunodeficiência já em um exame de sangue, às vezes em um hemograma, por exemplo, podendo assim tratar e evitar grandes complicações. Busque um hematologista de confiança e fique em dia com sua saúde!

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários! Sou médica hematologista com consultório em Londrina e Apucarana. Para consultas em Londrina ligue para (43) 3372-2500. Em Apucarana o número é (43) 3422-0836. WhatsApp apenas para agendamento: (43) 99187-9191. Até mais 😉